Prever Novo
  • O caso de Farol é o seguinte: recursos da previdência dos servidores foram usados para a construção da prefeitura. Depois, o prédio foi alugado para o Município. O problema é que o uso do dinheiro na obra ocorreu cinco meses antes do prazo permitido por lei. Ah, foi só uma adiantadinha...
    Comentário(s)
  • Unicampo - Solidário

  • Complicada mesmo é a situação do prefeito de Terra Boa, Antônio Carlos Rampazzo (PTB). O Tribunal de Contas da União condenou ele a devolver R$ 546 mil ao Fundo Nacional de Saúde dentro de 15 dias. Motivo: irregularidades num
    convênio de 1991, quando Rampazzo era prefeito pela primeira vez. Ah, mas em 15 dias dá para jogar na loto, na sena, na megasena, na loteca, no bicho...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Por 8 votos contra 1, a Câmara de Vereadores de Farol rejeitou esta semana as contas de 1995 do então prefeito Gilmar Cardoso (PPS). A desaprovação atendeu decisão do Tribunal de Contas. O problema é com relação a recursos da previdência municipal. Aliás, previdência municipal que nunca deu problema que atire a primeira pedra...

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • O ex-gerente das funerárias de Campo Mourão também respondeu no ato o vereador Gustavo Gurgel (PMDB). Tudo começou porque Gurgel reclamou de ser chamado de "filho" por Silva. O vereador pediu mais respeito. O gerente, então, pediu a Gurgel que o chamasse de "seo José", em respeito à idade dele. Como chumbo trocado não dói...

    Comentário(s)
  • Carlos Dubay

  • Pelo jeito alguém estava com medo da presença de José Sobral da Silva na Câmara de Vereadores. O reforço policial durante os depoimentos da CPI, que nos dias anteriores era de dois homens, foi dobrado para quatro. Como diria o presidente Izael Skowronski (PPS), "o que abunda não prejudica"...

    Comentário(s)
  • Farol - Dengue maio 2020

  • O carnavalesco Joãosinho Trinta vai ministrar uma palestra a empresários hoje à noite, em Campo Mourão. A promoção é do Sebrae. Apesar do assunto ser outro, será que dá para aproveitar e pegar umas dicas com ele de como fazer um carnaval de rua um pouquinho mais animado com um orçamento de R$ 15 mil?...

    Comentário(s)
  • Ahertz Terraplenagem

  • O vereador Isidoro Moraes (PSL) disse que vai passar todo dia em frente às funerárias São Pedro e Sesf para ver se Silva não está mesmo trabalhando nessas empresas. Em Joinville, onde São Pedro e Sesf também têm filiais, Isidoro não precisa ir, precisa?...

    Comentário(s)
  • Marcio Nunes 2

  • É só os servidores fazerem um protesto para aparecer os vereadores da oposição. Ontem, estavam lá, carregando cartazes e cantando palavras de ordem, os vereadores Celso Hruschka (PMDB), Sebastião Ribeiro (PT), Gustavo Gurgel (PMDB) e Edoel Rocha (PSDB). Vá ver eles também querem 16,5% de reajuste no "ordenadinho" de vereador?...

    Comentário(s)
  • Terra FM

  • José Sobral da Silva contou aos vereadores que foi demitido por Antônio Aparecido Saganski depois de 18 anos de serviços prestados devido às reclamações que o dono da São Pedro ouviu na CPI. Saganski teria dito a Silva que os vereadores tinham "800 assinaturas" de pessoas reclamando do gerente. Oitocentas? Não, nem eram tantas assim...

    Comentário(s)
  • O gerente das duas funerárias de Campo Mourão, José Sobral da Silva, surpreendeu todo mundo ontem na CPI. Ele disse que foi demitido ontem da São Pedro e que pediu demissão da Sesf. Ih, mais um desempregado para se juntar ao delegado Rodrigues...

    Comentário(s)
  • O que é que o ex-prefeito José Pochapski, que hoje é secretário municipal do Governo Interativo, ficou fazendo pela manhã em meio ao protesto dos servidores?...

    Comentário(s)
  • Aliás, quando José Sobral da Silva reclamou que a partir de ontem estava desempregado, Isidoro Moraes foi logo dizendo que tinha um emprego para ele. Era para roçar pasto. Silva não se intimidou, não. Disse no ato que aceitaria o serviço desde que Isidoro fosse junto. Pode? Não, não pode. Esses dois trabalhando juntos não iria dar certo...

    Comentário(s)
  • O deputado estadual Nélson Tureck (PFL) e o ex-prefeito Augustinho Vecchi (PMDB) também não se aguentaram. No final da tarde, deram uma passadinha em frente à prefeitura só para ver o barulho. Cada um no seu carro. Ah, pimenta nos olhos dos outros é colírio...

    Comentário(s)
  • O dia de paralisação organizado pelo Sindicato dos Servidores de Campo Mourão reuniu mais de 400 servidores municipais em frente à prefeitura. Um recorde! Mas a prefeitura não estava pensando que o funcionalismo vinha se contentando só porque recebe em dia, estava?...

    Comentário(s)
  • Falando em Polícia Militar, mulheres de PMs de Campo Mourão "sequestraram" ontem de manhã o caminhão guincho do 11º Batalhão. Pegaram ele na rua e o forçaram a voltar ao pátio do quartel. Elas também murcharam os pneus de quatro viaturas e seis motos da PM. Já não se faz mais mulher como antigamente...

    Comentário(s)
  • Apesar do bom número de servidores parados, não houve conquista nenhuma. A prefeitura recebeu uma comissão de funcionários e agendou uma nova reunião para o dia 29 de junho. Só aí a administração vai ver o que dá para fazer. Só que isso a prefeitura já tinha anunciado antes. Ih, melhor reunir pelo menos mil servidores na próxima vez...

    Comentário(s)
blz.com.br