Unicampo - Pós 2021
  • Olha só a foto que enviaram pra gente! Em sentido horário, estão aí Roberto Requião, Orlando Pessuti, Nélson Tureck e Beto Richa. São dois candidados ao governo do Estado, um candidato a vice e um deputado estadual que tenta a reeleição. Todo mundo se servindo do carneiro no buraco ao mesmo tempo. O encontro aconteceu na barraca do Sindicato Rural, domingo passado, durante a Festa Nacional do Carneiro no Buraco. Dois detalhes: primeiro que eles não deveriam estar se servindo sozinhos. Segundo que, cá entre nós, esse carneiro deve ter dado uma indigestão danada no quarteto...

    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • Futebol
    Hoje tem futebol profissional no estádio Roberto Brzezinski. A Adap Campo Mourão pega o Coritiba a partir das 15h30. A Adap insiste em dizer que o adversário será o time titular do Coxa. Mas não é bem assim. No site oficial do Coritiba, não há nenhuma menção a esse jogo. Fala num só num amistoso dia 27 contra o Caxias. Ih, esqueceram de “nóis”!...  


    Terceirona
    A Adap é aquele time que veio de Jacarezinho e arrendou o Centro Zico. A equipe está se preparando para disputar a terceira divisão do Paranaense. Aliás, sobre o amistoso e hoje, a “Folha de Londrina” de ontem foi clara: vêm só reserva e jogador que está fazendo teste no Couto Pereira. De titular, só o técnico Paulo Bonamigo. Ah, qualquer coisa o Procon está aí pra que, né?...


    Empate
    Time titular ou expressinho, a verdade é que o Coritiba é “freguês” de Campo Mourão. Em 1991, o Sport venceu o Coxa dentro do Couto Pereira por 1 x 0. Agora, façanha mesmo fez a Mourãoense em 1976. O time que era só saco de pancadas segurou um 0 x 0 com o Coritiba no dia 28 de abril. Tá  certo que em 22 de fevereiro o Coxa meteu 8 a 0 na gente, mas isso ninguém precisa lembrar...


    Vexame
    Toda vez que falam em montar um time de futebol profissional em Campo Mourão, vem à tona a Mourãoense. O time disputou o Paranaense entre 71 e 73, mas são os vexames de 76 que ficaram na memória e mereceram até três páginas na revista “Placar”. Pudera. Em 25 jogos, a Mourãoense não ganhou nenhum. Fez 10 gols e tomou 95. Ah, e França que não fez nenhum na Copa?...


    Resultado
    Para refrescar a memória dos mais velhos e alertar os mais novos, Boca Santa relembra alguns históricos jogos da Mourãoense no Campeonato Paranaense de 1976. Anote lá: 3 x 8 Operário; 0 x 8 Coritiba; 0 x 9 Colorado; 0 x 6 Pinheiros, 1 x 7 Londrina; 2 x 6 Atlético e 0 x 9 Londrina. Vichi, foi de deixar o Íbis corado de vergonha...


    Desistência
    Se em 1976 a Mourãoense fez três pontinhos (0 x 0 com o 9 de Julho; 2 x 2 com Paranavaí e o histórico 0 x 0 com o Coritiba), no ano seguinte foi ainda pior. Em 14 jogos, 6 gols macados e 53 sofridos. Treze derrotas e só um empatezinho (1 x 1 com o Iguaçu). O time era tão ruim que desistiu de participar da repescagem. Que competir, que nada! Àquela altura o importante era não passar mais vergonha...


    Corrida
    Aliás, 21 de julho vai entrar para a história do esporte mourãoense. Se não bastasse um jogo de futebol profissional no RB depois de 10 anos, ainda tem a reativação do kartódromo. O diretor de provas será o secretário Ricardo Widerski (Desenvolvimento Econômico), que no passado foi kartista. E você achando que o passado dele era só ter sido secretário do Augustinho Vecchi...


    Bandeirada
    Por falar nisso, Ricardo Widerski conta todo orgulhoso que foi ele, quando secretário de Planejamento na primeira gestão Vecchi (1977/83), que projetou o kartódromo municipal. Ele gosta da coisa mesmo! Hoje, como diretor de prova, será dele a bandeirada na reta final. Só não vá fazer igual ao Pelé no GP Brasil de Fórmula 1, hein Ricardo?...


    Gabinete
    Sobre o fato do prefeito Tauillo Tezelli estar despachando direto da Fertimourão na sexta-feira, leitor manda e-mail dizendo que isso é perfeitamente compreensível. Ele lembra que na novela “Porto dos Milagres” o prefeito Félix Guerreiro também despachava de sua empresa. Tudo mesmo. Mas em “O  bem amado”, nem Odorico Paraguaçu despachava de sua fábrica de óleo de dendê...


    Com pedra
    Nada de carneiro no buraco no almoço que a Brascan ofereceu aos visitantes das obras da usina de Salto Natal, sexta-feira. Pudera. Num jantar que serviu no Parque do Lago, no lançamento da obra, a Brascan viu o carneiro ser recheado com os besouros que sobrevoavam a área. Agora não dava pra arriscar ver as pedras das explosões entre os ingredientes, né? Besouro pelo menos é mais molinho...


    Onde vai?
    Se a nova usina de Campo Mourão não é da Copel, para onde vai a energia que ela produzirá? Nem a Brascan sabe ainda. A energia poderá ser vendida para indústrias ou para a própria Copel. Certo mesmo é que os 26 megawatts de Salto Natal entrarão na rede do sistema elétrico nacional. Quem quiser, é só comprar. Hummmm, será que serve pra gente fazer uma chantagenzinha à Copel?...


    Maconha
    O delegado adjunto da 16a SDP, Lindomar Alves Jr., anda preocupado com o novo jeito de trazer maconha do Paraguai. A droga agora vem em ônibus de sacoleiros. Em três batidas em três ônibus, a polícia achou maconha em todas elas: 8,5 quilos na primeira, 23 quilos na segunda e 29 quilos na terceira. Só uma dúvida: essa maconha “made in Paraguai” é falsificada ou é a exceção da regra?...


    PRA ENCERRAR...

    Entra e sai - Mudança na prefeitura de Campo Mourão. A diretora de Ação Social, Maristela Ferrari, pediu as contas e foi substituída por Sílvia Andréia da Rocha. Maristela foi embora para Maringá. Ah, mas volta pra fazer umas comprinhas, não volta?...

    Kombi - Que falta que faz uma concessionária Volkswagen na cidade. A prefeitura de Campo Mourão precisou ir para Maringá para comprar uma Kombi. E lá se vão R$ 22 mil. Mas não precisa pôr aquela placa do “seu imposto está aqui” lá, não, né?...

    Não gostou - O vice-prefeito Getulinho Ferrari foi surpreendido por Roberto Requião, durante encontro em Curitiba. O senador disse a ele que achou “horrível” o carneiro no buraco servido na festa. Pode? Ah, Getulinho não iria votar nele mesmo ...

    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Somos grandes rolistas.

    Ricardo Marcos Viti, líder do acampamento cigano montado em Campo Mourão, explicando de onde o grupo tira o dinheiro para sobreviver e comprar os carros novos que entram e saem do local. Além disso, eles vendem panelas e edredons.

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br