Unicampo - Pós 2021
  • Olha só o flagra que Boca Santa fez anteontem de manhã no centro de Campo Mourão. A foto foi tirada de dentro da prefeitura e mostra uma doméstica limpando a janela de um apartamento do edifício Delta, na rua Araruna. Isso onde ela está pisando não é sacada, não. Repare que não há porta de acesso ao local onde a doméstica está. Ela saiu pela janela e ficou do lado de fora, tranquilona, numa boa, limpando os vidros a poucos centímetros da morte. Proteção que é bom, nada. E olha que não foi nesse vidro aí que andou aparecendo imagem de Nossa Senhora Aparecida...

    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • O empresário Darcy Deitos divulgou nota ontem à tarde comunicando que desistiu da disputa pela Assembléia Legislativa. Ele disse que só conseguiu apoio do PMDB de 11 dos 25 municípios da região, número insuficiente para a vitória. Deitos  alegou ainda falta de recursos diante de uma campanha tão cara. Portanto, se quem ficou não se eleger agora, na próxima nem com reza brava...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Na nota, Darcy Deitos afirma que vai continuar trabalhando na coordenação da campanha de Roberto Requião ao governo do Estado e de Paulo Pimental ao Senado. Segundo o ex-deputado, seu grupo achou mais importante o trabalho pela eleição majoritária. Ele pediu aos seus eleitores que votem em outros candidatos do PMDB. Um pára-quedista? Ah, já que a gente nao pode com eles...

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Estão adiantadas as reformas do Teatro Municipal (foto), iniciadas no mês passado. Ao todo, serão investidos somente numa primeira etapa R$ 127,6 mil. Tudo através de convênio com o governo do Estado. Graças ao fato do teatro exibir filmes às segundas-feiras, uma vez que o dinheiro vem de um programa para cinemas. E pensar que daria pra arrumar o Cine Plaza com esse projeto...


    Comentário(s)
  • Antônio José

  • Virou moda. Mais um presidente de Sindicato de Trabalhadores Rurais teve a prisão decretada por cobrar taxas para iniciar processos de aposentadorias. Desta vez o acusado é João Bastita Moreira, de Iretama. Ele a a mulher foram presos ontem à tarde por ordem da juíza Sandra Regina Bittencourt Simões. Pelo visto o caso de Corumbataí do Sul não serviu de lição...

    Comentário(s)
  • Paraná Multas

  • A situação de Moreira era complicada mesmo. Na semana retrasada, a Globo mostrou em rede nacional, através do “Jornal Hoje”, que o sindicato de Iretama cobrava R$ 680 para aposentar trabalhadores rurais. Tudo filmado com uma câmera escondida. Moreira nega a denúncia, mas as imagens (e o som) são claros, claros. E nessas horas a TV nunca sai do ar...

    Comentário(s)
  • Educare - Horizontal

  • Acredite se quiser: os caixões de defunto vão ficar mais baratos em Campo Mourão. A redução  média será de 10% e está prevista no edital de licitação que a prefeitura preparou para a escolha da nova funerária que atuará na cidade. Os novos preços devem entrar em vigor dentro de uns 60 ou 90 dias. Talvez menos. Portanto, nada de morrer agora. E não diga que a gente não avisou...

    Comentário(s)
  • Só para se ter uma idéia, o caixão mais caro, super luxo, vai cair de R$ 2,33 mil para R$ 1,99 mil, uma redução de 15%. Já a urna mais barata (terceira classe) terá uma queda de preço de 4%, indo de R$ 313 para R$ 300. O caixão mais vendido (luxo), que hoje custa R$ 817,78, vai passar para R$ 735. Hummm, mas não dá para morrer agora e dar um cheque pré-datado com o preço novo?...

    Comentário(s)
  • A redução dos preços dos caixões não é nenhuma mágica, não. É fruto de pesquisa. Só isso. O diretor da Secretaria de Infra-Estrutura e Meio Ambiente, Ireno dos Reis Pereira, pesquisou o preço de fábrica das urnas funerárias, fez as contas e chegou à conclusão que era possível dar uma reduzinha nos preços. Maravilha. Só falta admitir que a CPI da Câmara tinha razão...

    Comentário(s)
  • O edital de licitação dos serviços funerários já está adequado às novas leis aprovadas pela Câmara de Vereadores. Por exemplo: a funerária terá que ter uma mulher para preparar os corpos femininos. Outra coisa: flor, coroa de lata, cruz de madeira, véu e velas, entre outros, não podem ser cobrados, uma vez que estão incluídos no preço do caixão. Ah, agora, sim, dá gosto dar uma morridinha...

    Comentário(s)
  • Tem mais novidades no edital das funerárias. Quem vencer a concorrência terá que dar no mínimo R$ 60 mil para a prefeitura concluir a reforma da capela mortuária (foto). Mais: terá que pagar todo mês uma prestação ao muncípio de pelo menos R$ 800. Em compensação, terá a mamata de trabalhar sozinho na cidade. Monopólio puro. Ah, concorrência só dá trabalho...


    Comentário(s)
  • Como a futura funerária terá a missão de cuidar da central de atendimento e da capela mortuária, a prefeitura autorizou a empresa a cobrar um aluguel de R$ 80 para cada velório na capela. Isso mesmo: oitentão! Para não pagar nada, só provando que é pobre para a Secretaria de Saúde e Ação Social. Ih, melhor velar na sala mesmo, afinal, servir pão com carne moída fica mais barato...

    Comentário(s)
  • O vereador Edoel Rocha bem que tentou, mas não teve jeito. A Sanepar respondeu ofício dele dizendo que não pode cobrar separadamente as contas de água e de esgoto. Isso porque a cobrança é definida pela lei federal 6.528/78 e pelo decreto federal 85.587/78. É a velha história: leis federais valem mais que leis municipais. Só falta alguém avisar os “nobres edis” sobre isso...

    Comentário(s)
  • Madrugada - O prefeito Tauillo Tezelli marcou para às 7 horas de hoje uma visita às reformas no Tiro de Guerra. O horário é esse mesmo: 7 da matina. Deve ser para mostrar aos atiradores que não são só eles que têm que madrugar. Só pode...

    Adeus, avião - De Blumenau, mourãoense manda um consolo à terrinha. Diz que a linha aérea diária ligando Blumenau a São Paulo só durou dois meses. Pudera. Avião com 30 lugares só tinha dois passageiros por dia. Olha aí, não estamos só ...

    Protesto - A secretária de Estado Alcyone Saliba (Educação) estará amanhã em Peabiru. O Palácio Iguaçu está preocupado com protestos que estariam sendo preparados na região. Por que será, hein, o governo é tão bom...


    Comentário(s)
  • “Nossa origem não aceita trabalhar como empregado”.

    Teresa Viti, membro do acampamento cigano montado há mais de um mês em Campo Mourão, explicando porque o grupo prefere viver de “rolos” e morar em barracas do que fixar residência em algum lugar e procurar um emprego fixo.

    Comentário(s)
blz.com.br