Unicampo - Pós 2021
  • Acredite se quiser. O ministro dos Transportes, João Henrique de Almeida Souza, esteve ontem inaugurando o contorno sul de Curitiba e disse que as obras da Estrada Boiadeira serão retomadas dentro de 60 dias. Palavra do ministro. Ele disse ainda mais. Afirmou que além do trecho Campo Mourão-Cruzeiro do Oeste, serão iniciadas obras entre Cruzeiro do Oeste e a ponte sobre o Rio Paraná. Ih, essa história é antiga. Nem o governador Jaime Lerner deve estar acreditando. Aliás, o ministro anterior, Eliseu Padilha, já tinha falado a mesma coisa. Em todo caso, começar até que começa, ainda mais em ano eleitoral. Duro é terminar o negócio...  

    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • Candidatos
    Saiu a lista oficial com os nomes de todos os candidatos a deputado estadual e federal do Paraná. São 474 nomes disputando as 54 cadeiras da Assembléia Legislativa e 218 brigando pelas 30 vaguinhas na Câmara dos Deputados. É disputa de dar inveja a um bom vestibular. E fale para algum deles, nem que sejam os nossos, que eles não têm chance pra ver uma coisa...


    Menos um
    Na região de Campo Mourão pode-se riscar um nome da lista. O advogado Cláudio Arruda (PL), apesar de devidamente registrado, não vai mais pleitear a Assembléia Legislativa. Ele caiu fora porque o PL tem outro candidato na região: Zé Carabina, de Goioerê. Como o goioerense tem mais dinheiro, Arruda abriu mão. Isso sem contar que Carabina intimida qualquer um...  


    De Goioerê
    Goioerê, aliás, não tem mais a candidatura do vereador Ademir Flor (PMDB). Sorte do mourãoense Darcy Deitos. Em compensação, a cidade tem outro candidato a deputado estadual. Trata-se do cantor evangélico Maurício Macedo, que fez 123 votos para prefeito na eleição de 2000. Ah, vai que a legenda do PSDC elege deputado com uns 200 votinhos, né?...  


    Tempinho
    Com certeza não será na TV que o governadorável Rubens Bueno vai gastar a maior parte dos R$ 1,7 milhão na campanha pelo Palácio Iguaçu. A coligação PPS-PV terá direito a apenas 49 segundos na telinha. Dá tempo para falar o nome, o número e olha lá! Nem pra dizer que é de Campo Mourão vai dar. Fazer minuto de silêncio, então, nem pensar...


    Amarelo, não
    Piada que surgiu pela cidade explica, enfim, porque a prefeitura de Campo Mourão fechou na área central todas as barraquinhas amarelas. Ué, você queria o quê se o secretário de Fiscalização, Cristiano Calixto, é do Partido Verde. Se ao menos as barraquinhas fossem mais verdinhas...


    Ambulante
    Falando nisso, ontem teve reunião da Comissão Especial formada pela Câmara para discutir a regularização do comércio ambulante. A discussão ficou por conta do comércio “semi-ambulante”, formado pelos trailers. Os vereadores voltam a debater o assunto no próximo dia 16. Barraca fixa na praça e no calçadão, nem pensar. Ah, mas nem camuflada de árvore pra disfarçar?...


    Aqui, não
    Aliás, sobre aquela história dos barraqueiros pedirem indenização de R$ 10 mil pela perca das barracas, o vereador Luiz Carlos Kehl não gostou nada de ver a prefeitura dizendo que isso depende de lei da Câmara. Ele disse que primeiro é preciso ver se isso é legal. Segundo Kehl, a prefeitura quer tirar o dela da reta e dar o pepino aos vereadores. Ué, alguém precisa pagar o pato...


    Audiências
    O vice-prefeito Getulinho Ferrari está com audiências marcadas nos próximos dias 15 e 16 com os governadoráveis Roberto Requião e Álvaro Dias. Calma! Ele é presidente de uma entidade que reúne secretários municipais de esporte e só vai pedir apoio ao setor aos candidatos. Também pedirá isso a Rubens Bueno e Beto Richa. Ah, mas não custa fazer uma mediazinha. Vai que um deles se elege, né?...


    Eliminador
    Sem querer desanimar ninguém nem estragar o teste dos eliminadores de ar que o Procon vem fazendo em Campo Mourão, mas a Sanepar obteve na Justiça o direito de impedir que esses aparelhos sejam instalados em qualquer canto do Estado. O Tribunal de Justiça entendeu que só a Sanepar pode mexer nos cavaletes. Humm, nada que uma lei de “eliminador de cavalete” não resolva...


    Armado
    Os menores continuam aprontando pelas ruas de Campo Mourão. No final de semana a Polícia Militar pegou no Jardim Aeroporto um rapaz de 16 anos armado com um revólver calibre 38 com cinco balas e ainda portando uma pequena quantidade de maconha. Pode? É a geração Xuxa mostrando suas garrinhas. Ah, esses “baixinhos” de hoje em dia...


    Benzimento
    Conto do bilhete premiado e golpe da recompensa têm vítimas direto pelas ruas de Campo Mourão. Agora surgiu a história do benzimento. Na segunda-feira, em pleno calçadão, às 14h30, uma pessoa deu R$ 50 para um estranho em troca de um benzimento. O pior é que nem benzimento teve. O cara fugiu com o cinquentão! E a gente tirando sarro da Tiazinha, que viu um balão e pensou que fosse um disco-voador...


    Gasolina
    O Procon se reuniu ontem com os 22 donos de postos de combustíveis de Campo Mourão. Em pauta, as reclamações contra a qualidade da gasolina vendida em alguns postos, a falta de definição da marca da gasolina que cada estabelecimento vende e a diferença no preço da gasosa, que chegou a 35% na última pesquisa. Ah, só aquela promoção de gasolina a R$ 1,39 é que não durou nada...


    Cientista
    O Colégio Santa Cruz se classificou mais uma vez entre os 10 finalistas do Concurso Cientistas do Amanhã, promovido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Desta vez, a aluna Gisele Azevedo Akiyoshi, do terceirão, foi a Goiânia apresentar um trabalho sobre as influências na construção de prédios em Campo Mourão. É, já que o ex-deputado Namir Piacentini foi embora...


    Pesquisa
    Gisele visitou 148 prédios da cidade para descobrir, um por um, quando eles foram construídos. Descobriu que os planos econômicos influenciaram mais na construção do que qualquer safra recorde. E olha que estamos numa região agrícola! Mais: constatou que metade dos prédios (49,4%) foi construída entre 1986 e 1994. E gente só xingando Sarney e Collor, hein?...


    Leilão
    Essa vem de Altamira do Paraná. A prefeitura vai realizar um leilão para a venda de uma motoniveladora 67. A máquina foi avaliada em R$ 5 mil. Parece pouco, mas segundo o edital de leilão, o equipamento está “sem motor, sem pneus, sem caixa de câmbio e sem engrenagens”. Em resumo: tá sem nada. Ih, então estão pedindo R$ 5 mil só pelo volante...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Foi um ato de covardia do prefeito. Onde já se viu mandar prender a gente!

    De um camelô que vendia artigos contrabandeados nas famosas barraquinhas amarelas, ao participar de uma reunião que debateu o assunto na Câmara de Vereadores; anteontem.

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br