Unicampo - Pós 2021
  • Olha aí o assessor jurídico da Câmara de Campo Mourão, Giovane José Martins, no momento em que explicava porque deu parecer contrário à tramitação do projeto do mototáxi. Ele disse que só o Congresso Nacional pode legislar sobre o tema. Para isso, lembrou até de uma portaria do Contran que considerou as motocicletas veículos inadequados para o transporte público. Já é a terceira vez que o mototáxi esbarra na assessoria jurídica da Câmara. A segunda apenas com Sebastião Ribeiro (PT). Aliás, o balãozinho acima ilustra bem como é que a turma do PT interpretou mais esse parecer...

    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • Arquivado
    A exemplo do que já aconteceu com o projeto de Toninho Mançano, na legislatura anterior, e com o próprio Sebastião Ribeiro, no ano passado, a Assessoria Jurídica da Câmara de Campo Mourão deu parecer contrário ao projeto de lei do mototáxi. Ribeiro anunciou que vai entrar com um recurso contra a decisão. Ih, isso tá com uma cara de filme repetido da Sessão da Tarde...


    Bancos
    Ribeiro, alias, é teimoso. Ele já prepara outro projeto que obriga os bancos a manterem vigilantes 24 horas nos caixas eletrônicos. A idéia é boa. Garante segurança e emprego à população. Mas sabe quando será colocada em vigor? Nunca. Nun-qui-nha! Ou, quem sabe, essa lei entra em vigor no mesmo dia que respeitarem aquela lei que obriga os bancos a atenderem em 30 minutos...


    Banheiro
    Além de exigir atendimento rápido, Campo Mourão também tem uma lei que obriga as agências bancárias a manterem sanitários para seus clientes. Nem isso cumprem. Em outras cidades a gente ouve falar que os assuntos geram polêmica, mas aqui fica por isso mesmo. Ah, mas quem se curva até diante de funerária, não vai encarar banqueiros milionários. Nem em sonho...


    Não passa
    Quem também anda revoltado é o vereador Edoel Rocha. Tudo porque deram parecer contrário aos projetos dele que previam exames gratuitos de DNA e que permitiam que farmácias particulares cedessem medicamentos não encontrados nos postinhos de saúde. Nos dois casos, a conta ficaria com a prefeitura. O inconveniente seria andar com a placa do “seu imposto está aqui” nas costas...


    Assaltado
    O ônibus que faz a linha Campo Mourão-Rio de Janeiro foi assaltado ontem quando passava pelo norte do Estado. Os assaltantes levaram cerca de R$ 15 mil dos passageiros. Coisa rara. Em geral só ônibus de sacoleiros são assaltados. No ano passado, essa mesma linha virou notícia por receber uma carga de armamentos. Ah, quem vai pro Rio já está preparado para coisa bem pior...


    Bicicletas
    Em Campo Mourão, o furto de bicicletas continua comendo solto. Ontem, o boletim de ocorrências da Polícia Militar bateu recorde. Nada mais nada menos do que cinco furtos de “magrelas” foram registrados na cidade apenas na quarta-feira. Cinco! Isso fora uma mobilete. Imagine se roubassem cinco carros num dia só. Derrubavam até a sogra do delegado e do comando da PM...  


    Inteligência
    Aquele grande cerco que a PM havia montado em Iretama para capturar o tal maníaco já não existe mais. Tudo leva a crer que o suspeito está em outro município, provavelmente ajudado por algum parente ou amigo. No lugar do cerco, a PM colocou o Serviço de Inteligência para tentar localizar Noel Ribinski. Hummm, não foi assim que a gente aprendeu assistindo “As Panteras”...


    Fuscão 79
    Falando em segurança pública, o superintendente da Previscam, José Eugênio Maciel, registrou queixa na polícia contra um golpe. Ele entregou um Fuscão 79 que tinha para ser vendido e não é que venderam o carro e sumiram com o dinheiro? Maciel, que já descobriu que o Fusca foi parar em Mamborê, ficou só com os documentos. Deve ser praga da prefeitura de Farol...  


    Mariluz
    Novidades no caso dos assassinatos do vice-prefeito e do presidente do PPS de Mariluz. Primeira: o autor dos tiros, o ex-PM José Lucas Gomes, foi ameaçado de morte na cadeia de Umuarama e acabou transferido para Goioerê. Segunda: o advogado Eliseu Auth, que quase morreu num acidente em Goioerê, é um dos advogados do padre Adelino. Olha a bruxa solta de novo!...


    Devedores
    Lembra no ano passado, quando colocaram o listão dos 100 maiores devedores na prefeitura de Campo Mourão na internet? Até hoje ninguém sabe quem foi o autor da proeza. O curioso é que agora, em Londrina, a própria prefeitura disponibilizou os inadimplentes na web. Alegam que o novo Código Tributário Nacional permite isso. Olha aí, Beto Pequito...


    Audiência
    A Secretaria de Saúde de Goioerê realizou nesta quarta-feira uma audiência pública para prestar contas de sua atuação no primeiro trimestre do ano. Detalhe: as audiências públicas da pasta acontecem a cada três meses para obedecer a legislação federal. Agora, cá entre nós: pelo visto essa legislação ainda não chegou a Campo Mourão. Ou ninguém tá sabendo...


    Tecnocampo
    Hoje tem solenidade no Clube 10 de Outubro para o lançamento da Fundação de Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Campo Mourão e Região. Diversas entidades regionais participam da Tecnocampo, que terá a missão de fornecer soluções científicas e tecnológicas inovadoras e competitivas para o desenvolvimento do setor produtivo. Se funcionar bonito igual na teoria...


    Paternidade
    O prefeito Tauillo Tezelli diz que a idéia da Tecnocampo é dele e que não tem nada a ver com o pólo da indústria de alimentos prometido pelo deputado estadual Nélson Tureck. O deputado, porém, vem dizendo por aí que a Tecnocampo nada mais é que o pólo de alimentos com outro nome. Ih, vão brigar até por isso? O importante é que começa com T de Tezelli e Tureck...


    Na polícia
    Lembra daquela história do escriturário da prefeitura de Janiópolis que foi colocado de “castigo” na cozinha do ginásio de esportes porque é irmão do ex-prefeito Júlio Batista Guimarães? Pois é. Ontem o caso foi parar na delegacia. Claudinei Guimarães disse que levou tapas e socos do chefe da Divisão de Esportes, Uéber de Oliveira. Ué, boxe é esporte e o sparring “faz parte”...


    Denúncia
    Claudinei contou à polícia que foi agredido porque denunciou que Oliveira estava em casa dormindo até às 9 horas da manhã. Oliveira não gostou e partiu para o ataque. Isso foi de manhã. À tarde, Claudinei andou provocando o chefe e os dois tiveram que voltar à delegacia. Um acusanddo o outro. Viu, pra quem estava entediado sem fazer nada no ginásio, foi um dia daqueles...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Podem criticar porque o negócio aqui é para pegar fogo mesmo.

    Antônio Sena (PMDB), prefeito de Goioerê, ao abrir a sessão de perguntas da audiência pública realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, quarta-feira.

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br