Unicampo - Vestibular 2021 inverno
  • Pra variar, houve críticas à Sanepar durante a sessão de ontem da Câmara de Campo Mourão. Tudo porque o vereador Juvenal Viera propôs em requerimento que a empresa deixe de cobrar a taxa de esgoto onde não existam condições técnicas de se fazer a ligação. Faz sentido. Detalhe: todo mundo falando mal da Sanepar e tomando a água dos copinhos descartáveis fornecidos pela empresa. Isso é que é cuspir no prato em que come, ops, no copo em que bebe...

    Comentário(s)
  • Corpal - Vem aí

  • Goteira
    Depois de quatro meses, os vereadores de Campo Mourão voltam a se reunir ontem no prédio oficial da Câmara. Plenário reformadinho. Cadeiras novas. Ar-condicionador novo. Forro novo. Iluminação nova. Microfones novos. Tudo novo. Só um probleminha velho: uma enorme goteira bem no meio do plenário. Também, tinha que chover justo ontem?...


    Garantia
    Sem graça, o presidente Izael Skowronski fez questão de dizer que as reformas têm garantia e que o construtor terá que arrumar a goteira sem cobrar nada. Mas a goteirinha foi a deixa que Isidoro Moraes estava esperando. Ele disse que a reforma foi mal executada e que o madeiramento feito na Câmara na casa dele não serve nem para galinheiro. Eta galinhas de ovos de ouro!...


    Cultura
    Aliás, na sessão de ontem, o quase sempre calado Isidoro também roubou a cena durante uma discussão sobre cultura, tecnologia e assistência social. A discussão estava fervendo quando Isidoro entrou na parada. Entrou e foi logo perguntando se o governador Jaime Lerner e o prefeito Tauillo Tezelli eram cultos. Fim de papo. Ninguém mais quis falar do assunto...


    Microfone
    Com a reforma da Câmara, vieram novos suportes para os microfones dos vereadores. Para quem não sabe, cada “nobre edil” tem o seu microfone para falar durante as sessões. E não é que compraram um suporte igualzinho ao usado por Roberto Carlos? Verdade. Ih, o legislativo municipal virou monarquista: tem 17 reis. E haja emoções!...


    Viagem
    Os vereadores aprovaram ontem à noite, por unanimidade, a licença de 45 dias pedida por José Turozi para fazer uma viagem à Austrália. O curioso é que o pedido foi votado quando o vereador do PV já estava longe, do outro lado do mundo, provavelmente vendo algum canguru. E se não aprovassem a licença, como que ficaria? Ih, melhor nem pensar nisso...


    Santo, não
    Mais uma leva de projetos oficializando antigos nomes de ruas de Campo Mourão foi aprovado ontem. De todas as ruas, apenas uma teve um voto contrário. O pastor André foi contra o nome de São Carlos a uma rua do Jarim Flórida. Explicou que não concorda em dar nomes de santos a ruas e que votou contrário em protesto. Ah, faz de conta que é só o nome daquela cidade paulista...


    Projetão
    O vereador licenciado Sidnei Jardim, autor de todos esses projetos de nomes de ruas, explicou ontem que não errou o nome de nenhuma via, não. Segundo ele, se algum projeto saiu errado é por culpa do mapa oficial cedido pela prefeitura. É por isso que Rua Timburi, por exemplo, virou Timbri. Ah, mas nada que um novo “projetão” com todas as erratas não possa resolver...


    Comenda
    Foi votado ontem o projeto que concede a Comenda 10 de Outubro à Unespar/Fecilcam. É uma honraria que o município pode conceder a entidades e instituições. Aprovado por unanimidade, certo? Errado! Aprovado, sim, mas por 15 a 1. Como a votação foi secreta, não dá para saber de quem foi o votinho contrário. Humm, tem algum vereador que reprovou no vestibular?...


    Especial
    O deputado estadual Nélson Tureck teve mais sorte. Os “nobres edis” aprovaram por unanimidade um convite para que o deputado participe de sessão especial em data a ser definida. Idéia foi do vereador Edoel Rocha (colega de PSDB) e teve a assinatura de outros seis vereadores. O presidente Izae Skowronski não vai ter prova para fazer em Cianorte nesse dia, vai?...


    Empréstimo
    A Câmara teve que votar de novo, ontem, aquela lei que autoriza a prefeitura de Campo Mourão a emprestar R$ 4,9 milhões. Tudo porque o projeto anterior tinha erros. Desse total, R$ 500 mil é para reformar a rodoviária velha. Não é por nada, não, mas um aditivinho aqui e outro ali e essa reforma fica mais cara que a construção do terminal novo...


    Sonho
    E a secretária municipal de Saúde, Nilma Ladeia de Carvalho, hein? Sonhou ontem que estava reunida com o presidente Fernando Henrique Cardoso pedindo dinheiro para a colocar a Santa Casa em funcionamento. Ih, mas nem em sonho esse hospital funciona?...


    Aumento
    Se você ainda acha bom o reajuste de 9,57%, em três parcelas, que a prefeitura de Campo Mourão vai dar aos servidores, fique sabendo que tem aumentinho maior pela região. Em Fênix, os servidores têm este mês reajuste de 11,5%. Em Juranda, os salários da categoria foram reajustados em 11,11%. E olha que o prefeito Militino Malacoski tem fama de pã-duro, hein?...


    Empossado
    Lair Pedro Maggioni (PPB) foi empossado ontem de manhã como novo prefeito de Mamborê. Ele era o vice de Armando Alves de Souza, morto em acidente de carro na quarta-feira. Tudo bem que já passou, mas o município não poderia ter ficado cinco dias sem prefeito. Maggioni deveria ter assumido ainda na quarta-feira. É a lei. E vai que o povo gosta da vacância...


    Não muda
    Maggioni disse que vai continuar com a administração que Souza vinha fazendo em Mamborê. Acabou admitindo que frá algumas mudanças na equipe. Normal. Há quem garanta, porém, que, fora o secretário de Administração Jair Alves de Souza, irmão do prefeito morto, quem mais for parente de Armandinho pode ir arrumando as gavetas. Mas já?!...


    Fechado
    Ainda sobre a morte de Armandinho, vale registrar que não foi apenas em sinal de pêsames que o comércio de Mamborê fechou as portas na quinta-feira. Um decreto do presidente da Câmara, Dorneles Adão Cavali, determinou luto oficial de três dias e que o comércio não abrisse até a hora do sepultamento. Como o enterro foi às 18h, ninguém funcionou. Hummmm!...
    Comentário(s)
  • Prever - Planos

  • Ligue para o 0800 que é mais rápido que os nossos requerimentos.

    Edson Battilani (PPS), vereador, aconselhando o colega Celso Hruschka (PDT) a esclarecer dúvidas sobre o trabalho da Copel através do telefone do que via requerimento aprovado pela Câmara Municipal, ontem à noite, durante sessão ordinária.

    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br