Unicampo- vestibular - 2022
  • Os prédios ao fundo não deixam a gente mentir: o milharal está no centro de Campo Mourão (av. José Custódio de Oliveira entre as ruas São Paulo e Mato Grosso). Até aí, nada de mais. Antes milho do que mato. O engraçado foi as placas que espalharam pelo meio da plantação: "Perigo. Milho. Veneno para ratos". É claro que as plaquinhas são mais um alerta contra os tradicionais ladrões de espigas. Por via das dúvidas, porém, melhor deixa. Aliás, o que fizeram com aquela lei do então vereador Sérgio Martinhago (PT) que previa incentivos para quem transformasse terrenos baldios em hortas? Pelo jeito, deram uma overdose de Doril para a proposta...

    Comentário(s)
  • Corpal - Royale - Lançamento

  • O vereador Isidoro Moraes (PSL) está pedindo à Câmara Municipal abertura de processo contra o prefeito Tauillo Tezelli (PPS). Motivo: o prefeito não respondeu em 30 dias, como manda a lei, um pedido de informações aprovado pela Câmara sobre o transporte escolar. Processo contra o prefeito? Ih, mais fácil sair aqueles R$ 330 mil para a Santa Casa...
    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • Saíram ontem no "Órgão Oficial do Município" as exonerações de cargos de confiança da prefeitura. O curioso é que todo mundo foi demitido "a pedido", incluindo os secretário José Doi e Roberto Ribeiro de Castro. Também, depois do pedido singelo e carinhoso do prefeito...

    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Com a nomeação de José Eugênio Maciel para a superintendência da Previscam, a prefeitura de Campo Mourão passa a ser obrigada a pagar o salário do secretário da Fazenda e Administração, Beto Pequito. Até então, Pequito recebia da Previdência Municipal por acumular a secretaria com a superintendência. Olha aí, um argumento a menos para a oposição...

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Só para que fique bem claro: o vice-prefeito Getulinho Ferrari, apesar de ter cinco funções, só recebe pelo cargo de coordenador geral da prefeitura. Isso dá R$ 3 mil por mês. Se optasse pelo salário de vice-prefeito, estaria recebendo a bagatela de R$ 171. Isso mesmo: R$ 171! Não é por nada, não, mas 1-7-1 é estelionato...

    Comentário(s)
  • Antônio José

  • O prefeito Tauillo Tezelli (PPS) sancionou ontem uma lei municipal que obriga a colocação na Internet de todas as leis em vigor em Campo Mourão. Ele também sanciou outra lei que obriga a prefeitura a publicar na rede, todos os meses, informações sobre as receitas e as despesas da prefeitura. Maravilha. Mas acesse tudo isso só depois de ler a BOCA SANTA, viu?...

    Comentário(s)
  • Paraná Multas

  • Outra do "Órgão Oficial" de ontem: uma portaria da prefeitura nomeou 10 membros para compor a Comissão Especial para Recebimento da Obra de Conclusão da Santa Casa. Mais: uma licitação foi aberta para os serviços que faltam (estacionamento e paisagismo) no pátio do novo hospital. Depois não digam que não teve uma "comissão" no término das obras...

    Comentário(s)
  • Brinquedolândia

  • Não será por falta de contratos que os postinhos de saúde de Campo Mourão ficarão sem remédios. Foram publicados na edição de ontem do "Órgão Oficial" contratos com 18 empresas para o fornecimento de medicamentos à prefeitura. Contratos variam de R$ 1,8 mil a R$ 33,5 mil. Portanto, já dá até para ficar doente...

    Comentário(s)
  • Educare - Horizontal

  • BOCA SANTA comentou ontem que estranhou o "sumiço" do prefeito Tauillo Tezelli em plena crise do funcionamento da nova rodoviária. Ontem mesmo, Tezelli apareceu em uma foto no alto da primeira página da "Tribuna do Interior". Ele estava na Festa da Vaca Atolada, em Boa Esperança. Ah, vá ver o prefeito ficou por lá, atolado...

    Comentário(s)
  • Baile Tropical

  • O regulamento que a prefeitura de Campo Mourão preparou para o funcionamento da nova rodoviária inclui a formação de um Conselho Deliberativo para resolver os casos omissos. Só que esqueceram de incluir um representante das empresas de ônibus entre os membros do conselho. Ah, tem um filme em que os pais viajam e esquecem o filho caçula em casa...

    Comentário(s)
  • O Conselho Deliberativo da nova rodoviário conta com três representantes da prefeitura, um da administradora do terminal (leia-se Aterfi) e outro dos lojistas da estação. Nada de empresas de ônibus. A prefeitura já admite que errou e promete dar uma ajustada no decreto. Tudo bem: herrar é umano...

    Comentário(s)
  • A ausência de um representante das empresas de ônibus no Conselho Deliberativo não é totalmente estranha. Não em Campo Mourão. Basta lembrar que a Comissão Municipal do Transporte Coletivo Urbano também não conta com um representante dos usuários. Ah, o que os usuários entendem de ônibus?...

    Comentário(s)
  • Se com a prefeitura recebendo a taxa de embarque o prédio da rodoviária velha ficou do jeito que ficou, imagine agora que a taxinha vai acabar. Ou será que vão criar a TCRV (taxa de conservação de rodoviária velha) para cobrar junto com o IPTU. Ué, para quem cobra até taxa de iluminação em rua escura...

    Comentário(s)
  • Hoje é o último dia para se votar na enquete de BOCA SANTA. Quando o deputado Nélson Tureck (PFL) vai conseguir a liberação daqueles R$ 330 mil para a Santa Casa? Até ontem, 36% haviam respondido que só quando Rubens Bueno for governador. Duro é saber se isso é sinal que só um "prata-da-casa" para resolver o problema ou de que é melhor esperar sentado...

    Comentário(s)
  • A semana foi tão agitada que nem houve tempo para os agradecimentos de praxe. BOCA SANTA completou quatro meses de vida no último dia 1º. O melhor presente foi constatar que, em julho, o número de visitas à página foi 10% superior ao mês anterior. E olha que aqui não tem mulher pelada, hein?...

    Comentário(s)
  • O novo secretário-executivo do Procon, Silvano Jardim, disse quinta-feira, em entrevista à rádio Colméia, que tinha 28 anos. Poucos minutos depois, em à rádio Rural, afirmou que tinha 26 anos. E do jeito que chefe do Procon é procurado pela imprensa, Silvano termina o mês com uns 12 ou 13 anos...

    Comentário(s)
  • Foi o teu pai que me colocou nesta vida".

    Nélson Tureck (PFL), deputado estadual, contando ao vice-prefeito Getulinho Ferrari (PPS), que foi lançado na vida política pelo pioneiro Getúlio Ferrari, ontem, na "Tribuna do Interior".

    Comentário(s)
blz.com.br