Unicampo - Pós 2021
  • O cartaz é pequeno, mas o aviso é importante: desde segunda-feira a prefeitura de Campo Mourão só abre as portas para atendimento público a partir do meio-dia. O expediente agora é das 12h às 18 horas. Para quem gosta de dormir até mais tarde, uma maravilha. E não há data definida para a volta do horário normal. A dúvida de alguns contribuintes é a seguinte: se a prefeitura cortou 25% do horário de atendimento, isso também não garante um descontinho de 25% no IPTU?...

    Comentário(s)
  • Colegio Vila Militar

  • Não foi somente aos 10 secretários municipais (11 com o Governo Interativo) que o prefeito Tauillo Tezelli (PPS) pediu para que entregassem a carta de demissão até 31 de julho. O pedido valeu para todos os 87 cargos comissionados existentes na prefeitura. Ih, mas justo agora que saiu aquele aumentinho de 8%?...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Até o final do mês o prefeito define quem fica e quem não fica na equipe de governo. O primeiro a entregar o pedido de demissão foi o vice-prefeito Getulinho Ferrari (PPS), que é coordenador geral da prefeitura. É, se os últimos serão os primeiros, os primeiros serão os últimos, certo?...

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Como ninguém sabe quem sai e quem não sai da prefeitura, começam a correr os boatos por aí. Até agora os mais cotados para deixar a prefeitura são três "josés": José Doi (Saúde), José Pochapski (Governo Interativo) e José Eugênio Maciel (Gabinete). Tudo, porém, é pura especulação. Mas a pergunta é inevitável: e agora, josés?...

    Comentário(s)
  • Antônio José

  • Difícil é acreditar que José Haito Doi continue como secretário da Saúde. Ele vem sendo fritado dentro da própria secretaria desde que tomou posse, em janeiro. A não ser que Tezelli tire todo mundo que vem fritando o secretário. E a gente achando que aquele cheiro de fritura em frente à Secretaria de Saúde vinha do Xaxixão...

    Comentário(s)
  • Educare - Horizontal

  • Doi, na verdade, foi meio "forçado" a virar secretário. Primeiro porque a classe médica pressionou Tezelli a colocar um médico na função (a secretária anterior era enfermeira). Depois, porque não é fácil achar um médico que aceita ficar oito horas diárias à disposição da prefeitura para ganhar R$ 2,5 mil. E quem aceita ainda vai parar na frigideira...

    Comentário(s)
  • Ahertz Terraplenagem

  • O colégio de líderes da Câmara de Campo Mourão se reuniu ontem à tarde para decidir sobre uma denúncia que o Ministério Público fez contra o advogado Edoel Rocha (PSDB), que é vereador. Ele jura inocência. Os líderes decidiram por unanimidade esperar pelo julgamento da questão. Portanto, nada de comissão de ética, por enquanto. E quem gosta da desgraça alheia vai ter que esperar um pouco...

    Comentário(s)
  • Marcio Nunes 2

  • Atualmente a Câmara de Campo Mourão está com duas comissões de ética formadas. Uma analisa denúncia contra Celso Hruschka (PMDB). Outra contra o mesmo Hruschka e contra Gustavo Gurgel (PMDB). Mas elas não devem dar em nada. Aliás, o único vereador cassado na história de Campo Mourão foi Moacyr Reis Ferraz, em 1964. Só pelo ano já dá para imaginar o motivo...

    Comentário(s)
  • Um ex-morador de Ubiratã, que hoje mora em Juiz de Fora (MG), lê diariamente a BOCA SANTA para relembrar a terrinha. Ontem, ele enviou e-mail a esta Página para dizer que ao ver a foto de túmulos abandonados no cemitério de Campo Mourão matou a saudade da "terra vermelha e fértil da região". É, cada um faz como pode...

    Comentário(s)
  • Tem novo jornal circulando em Campo Mourão. É a "Folha Popular", que terá circulação quinzenal. Na primeira edição, das 25 matérias publicadas, sete falam do deputado estadual Nélson Tureck (PFL). O deputado, aliás, aparece em quatro das 16 fotos do jornal. Ah, se o Tauillo Tezelli pode...

    Comentário(s)
  • O chefe do Procon de Campo Mourão, Ricardo Borges, precisou pagar uma conta ontem de manhã na Caixa Econômica. Ficou uma hora e quinze minutos na fila. Isso mesmo: 75 minutos. Cronometradinhos! Ai-aiai-aiai! Na próxima vez ele faz igual o "povão" e chega a agência às 7 horas...

    Comentário(s)
  • Falando em Procon, um cliente da Global Telecon de Campo Mourão teve que recorrer ao órgão de defesa do consumidor por algo inusitado. Faz dois meses que ele tenta cancelar um contrato com a empresa de telefonia celular, mas não consegue. A Global insiste em lhe enviar as contas todos os meses. Ah, vá ver celular virou item obrigatório e esqueceram de avisar a gente...

    Comentário(s)
  • O vereador Isidoro Moraes (PSL) participava do programa "Caso de Polícia" (TV Carajás) anteontem quando uma telespectadora ligou fazendo elogios à postura do "nobre edil". Que beleza! Em seguida, no entanto, uma outra mulher ligou dizendo que a telespectadora anterior era parente do Isidoro. Ih, parente não vale! É nepotismo...

    Comentário(s)
  • O chamado "caminhão da sorte" da Caixa Econômica, que esteve ontem em Campo Mourão, estará hoje em Goioerê. É no tal caminhão que acontecem os sorteios das loterias da Caixa. Em Goioerê, só falta chamarem o prefeito Antônio Bernardino Sena (PDMDB) para fazer o sorteio da Mega Sena...

    Comentário(s)
  • Depois de entregar o Tempra 97 do gabinete como parte do pagamento de uma dívida trabalhista da prefeitura, a prefeita de Barbosa Ferraz, Elza Marques Gonçalves (PFL), não ficará a pé, não. Ela voltará a usar o Fuscão particular que tem há 15 anos. Viu, pensa que é só o Itamar que gosta de Fusca...

    Comentário(s)
  • O presidente do PT de Campo Mourão, Mário Lima, chamou atenção ao participar da apuração dos votos na Assercam, segunda-feira, pelo tanto que tremia as mãos. O diretor financeiro da Codusa, Ireno dos Reis Pereira, disse que Mário estava parecendo o papa João Paulo II. Que maldade! E maldade politicamente incorreta. Deixa o Dom Mauro ficar sabendo...

    Comentário(s)
  • Vou ficar a pé, mas pelo menos tiro um peso das minhas costas".

    Elza Marques Gonçalves (PFL), prefeita de Barbosa Ferraz, explicando porque vai entregar o carro do gabinete - um Fiat Tempra 1997 - para pagar parte de uma dívida trabalhista da prefeitura no valor de R$ 53 mil.

    Comentário(s)
blz.com.br