Prever Novo
  • A Câmara de Vereadores de Campo Mourão aprovou ontem à noite, em segundo turno, a prosposta que antecipa o início das sessões das 20h para às 19h. Não houve emenda para que fosse ampliado o tempo destinado ao expediente (hoje duas horas e meia), o que aumentaria o "blá blá blá" que não leva à nada. Será que tudo isso foi por causa da BOCA SANTA de ontem? Assim a gente fica emocionado...
    Comentário(s)
  • Unicampo - Solidário

  • Uma tal de "Globo Pesquisas" andou fazendo uma pesquisa em Campo Mourão. Queria saber qual era o vereador que mais trabalhava pela educação. Em primeiro lugar, ficou o professor Idê (PV), com 29,63%. Maravilha, não? O engraçado é que a empresa apurou também que em quinto lugar ficou o Idevalci Maia, com 7,41%. O negócio é tão ridículo que até o professor Idê se revoltou. Ah, vá ver ele foi clonado e não está sabendo...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Nessa denúncia de Luiz Alfredo da Cunha Bernardo contra Celso Hruschka, o vereador peemedebista levou sorte. Sorteio realizado ontem apontou Edoel Rocha (PSDB), Luiz Carlos Kehl (PFL) e José Turozi (PV) para compor a comissão especial de ética que analisará a denúncia. Dos três, pelo menos dois apoiam Hruschka. Ih, cancela o puxão de orelha...

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Para quem não sabe, Luiz Alfredo da Cunha Bernardo foi assessor jurídico da prefeitura de Campo Mourão na gestão Rubens Bueno (PPS). Recentemente, foi denunciado pelo Ministério Público de Maringá acusado de envolvimento no escândalo Paolicchi, no que jura inocência (ele teria sido apenas procurador do ex-secretário maringaense na venda de uma fazenda). Portanto, já dá para imaginar o que é que vão jogar no ventilador no desenrolar da coisa...

    Comentário(s)
  • Carlos Dubay

  • O presidente Izael Skowronski não gostou nadinha do recurso assinado pelos vereadores peemedebistas Celso Hruschka e Luiz Gustavo Gurgel. Tanto é assim que deverá entrar com um pedido de falta de decoro dos dois por ofensas pessoais. Se bem que isso, no máximo, dá um puxãozinho de orelha por escrito. Nem ficar de joelhos sobre grãos de milho precisa...

    Comentário(s)
  • Farol - Covid - novo

  • Revoltado porque seu requerimento nem pôde ir a plenário, o PMDB apresentou um recurso na Câmara. Recurso bem marotinho, que não poupou adjetivos pouco elogiosos a Izael Skowronski, a Edson Battilani e até à pessoa do assessor jurídico da Casa. Usaram uns termos pesadinhos. O texto ficou tão parecido com o ex-vereador José Luiz Gurgel que nem precisa teste de DNA...

    Comentário(s)
  • Ahertz Terraplenagem

  • Celso Hruschka também está na mira do advogado Luiz Alfredo da Cunha Bernardo, que enviou denúncia à Câmara Municipal. Bernardo se irritou ao saber que foi Hruschka quem pagou à "Tribuna do Interior" para publicar cópia da matéria da "Gazeta do Paraná" acusando o advogado de envolvimento com maracutaias da Esteio. Bernardo diz que a matéria é mentirosa e quer que o vereador seja punido. Ih, vai ficar com as duas orelhas vermelhas...

    Comentário(s)
  • Hemonúcleo - Agendadamento

  • A "seriedade" da pesquisa não pára por aí. Sabe quem foi apontado como o segundo vereador que mais trabalha pela educação em Campo Mourão? Nem adiantar forçar a memória que você não vai acertar nunca. Segundo a Globo Pesquias, a segunda posição ficou com Joani Teixeira, com 10,37%. Imagine se Joani ainda fosse vereador, hein?...

    Comentário(s)
  • Marcio Nunes 2

  • Para quem acha impossível conciliar um curso superior com uma campanha política, um estímulo: os vereadores Sidnei Jardim e Izael Skowronski, ambos do PPS, passaram por isso no ano passado. Passaram por isso, passaram nas urnas e passaram de ano na faculdade. Tá certo que ficaram de recuperação e tiveram que fazer provas em dezembro, mas isso é outra história...

    Comentário(s)
  • Terra FM

  • O advogado Luiz Alfredo da Cunha Bernardo não ficou só na denúncia à Câmara, não. Ele também apresentou na Justiça uma queixa-crime e uma ação de indenização por danos morais contra Celso Hruschka. O advogado quer receber 40 salários mínimos (R$ 7,2 mil) pelas ofensas que recebeu na matéria paga pelo peemedebista. Só uma dúvida: pode pagar em peixe?...

    Comentário(s)
  • Entre as pessoas famosas em Campo Mourão que passaram no curso de direito do Cies estão o radialista Aldery Ribeiro (Colméia), o filho do prefeito Tauillo Tezelli, Miécio; o dentista Paulo Davidoff, o cronista esportivo Ilivaldo Duarte (Colméia/Tribuna/Carajás/Portal do Esporte), o médico Silvio Coletty, a médica Beatriz Mildemberger, a empresária Regina Gaertner e o assessor do PV Jair Elias do Santos Júnior, entre outros. Isso é listão de vestibular ou calçada da fama?...

    Comentário(s)
  • De fato, essa hitória da Esteio já virou novela na Câmara. Acontece que no mês passado o PMDB foi impedido de apresentar um requerimento com perguntas à prefeitura sobre a Esteio porque o PPS já havia registrado uma súmula a respeito. O PMDB entendeu que o PPS só estava querendo "esfriar" a história e partiu para o ataque. No final, entre mortos e feridos, todos se salvaram. Eles eram amiguinhos e não sabiam...

    Comentário(s)
  • Para surpresa da oposição, os vereadores Izael Skowronski e Edson Battilani, ambos do PPS, apresentaram ontem o requerimento pedindo informações à prefeitura sobre os serviços de aerofotogrametria da tão falada Esteio na cidade. Mais: Izael anexou ao requerimento todas as perguntas que as bancadas do PMDB e do PSDB queria fazer. Ah, como é lindo quando tudo acaba bem. Até parece novela da Globo...

    Comentário(s)
  • Também está entre os aprovados para direito no Cies o ex-presidente do DCE da Fecilcam e ex-deputável Osmar Santana de Alencar (PSTU). Duro será ele conseguir os R$ 400 da mensalidade. A não ser que Osmar, para honrar o partido ("Contra burguês vote 16!") tenha feito o vestibular só para impedir que uma vaguinha vá para algum "burguês"...

    Comentário(s)
  • A faculdade do Integrado (Cies) divulgou ontem à noite o listão dos aprovados no vestibular para seus novos cursos. Entre os aprovados para o curso de direito noturno estão o prefeito de Farol, Edson Martins (PSDB), o prefeito de Mato Rico, Marcel Jayre dos Santos, e o médico Moacir Porciuncula (PPS). Doutor Moacir? Ué, mas ele quer ser deputado ou advogado?...

    Comentário(s)
blz.com.br