Prever - Floriprev
  • Tem leitor da BOCA SANTA que estranhou ao saber que Campo Mourão ainda tem lei em vigor obrigando escarradeiras em casas de espetáculos. Mas não é só isso, não. O velho Código de Posturas e Obras do município, de 1964, tem outras pérolas. Proíbe, por exemplo, que meninos soltem papagaios pelas ruas da cidade. Proíbe também que muros e fachadas sejam pintados de preto ou de cores berrantes. Deixa a Suvinil ficar sabendo...
    Comentário(s)
  • Unicampo - vestibular novo

  • Falando em Nélson Tureck, BOCA SANTA já comentou que ele quer trazer o presidente da Copel outra vez a Campo Mourão para defender a privatização da empresa. Tudo porque o deputado achou que pouca gente assistiu a primeira palestra, realizada no Cies. Agora, cá entre nós: além de Tureck e do presidente do Sindicato Patronal Rural, Nélson Teodoro de Oliveira, mais alguém em Campo Mourão é favorável à privatização da Copel...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • A carta de Dom Mauro foi tão pesadinha que ontem o superintendente do Incra no Parará, José Carlos de Araújo Vieira, esteve em Campo Mourão. Ele queria se explicar com o bispo, mas Dom Mauro estava viajando. À imprensa, Vieira contou que o bispo se equivocou e que os acordos estão sendo cumpridos, até porque, segundo ele, não foi definido prazo para os assentamentos. Ah, então um dia, talvez, quem sabe, isso sai...

    Comentário(s)
  • Sicredi - Eu poupo sim

  • Nem tudo, porém, soa ultrapassado ou pitoresco no Código de Posturas de Campo Mourão. Um artigo, por exemplo, proíbe que sejam vendidos mais ingressos que o local do evento possa comportar. Viu só, o que o Vasco fez em dezembro para prejudicar o São Caetano já é proibido em Campo Mourão desde 1964. Se bem que a lei não vale para Eurico Miranda. Em Campo Mourão, ele poderia soltar papapaio em plena Capitão Índio Bandeira...

    Comentário(s)
  • Michel Teló

  • Outro detalhe curioso: a Aterfi Administradora, que venceu a licitação aberta ontem, é a mesma empresa que entrou na Justiça no ano passado e "melou" a concorrência vencida pela América. Desta vez, a América nem participou da licitação, o que facilitou a vida da Aterfi. Uma outra empresa de São Paulo que estava no páreo desistiu na hora H. Como diz o ditado, água mole em pedra dura, tanto bate até que fura...

    Comentário(s)
  • Colmeia FM

  • A essa altura você deve estar xingando essa Aterfi, não? Mas justiça seja feita. A empresa de Foz só acionou a Justiça porque encontrou erros no edital de licitação da prefeitura. O próprio coordenador geral do município e vice-prefeito, Getúlio Ferrari Júnior, o "Getulinho", admitiu que o edital tinha erros. Eta errinho caro esse, hein?...

    Comentário(s)
  • Farol - Outubro Rosa

  • Se o negócio com a Aterfi der certo, a nova rodoviária deve começar a funcionar em julho. A empresa terá que pagar R$ 500.250,00 à vista para a prefeitura e dividir o restante em 240 meses. Vai dar cerca de R$ 6 mil por mês, com correções. É, já dá um aluguelzinho...

    Comentário(s)
  • Terra FM

  • Se as faixas que estão criticando o deputado estadual Nélson Tureck (PFL) pela troca do delegado do Lar Paraná tivessem críticas ao prefeito Tauillo Tezelli (PPS), elas poderiam ficar lá, daquele jeito, amarradas em árvores públicas da Praça Alvorada?...

    Comentário(s)
  • Ahertz Terraplenagem

  • O bispo Dom Mauro Aparecido dos Santos mandou uma carta ao presidente Fernando Henrique Cardoso denunciando o Incra do Paraná. Tudo porque Dom Mauro entendeu que o Incra não cumpriu acordos firmados no ano passado para assentar 95 famílias de sem-terra que estão acampadas em Quinta do Sol. Foi uma cartinha bem marota. Só faltou incluir um "Fora FHC"...

    Comentário(s)
  • Para quem não lembra, quando tentou licitar a terceirização da rodoviária pela segunda vez, no ano passado, a prefeitura tinha conseguido uma proposta de R$ 2,3 milhões. Foi da América Empreendimentos, de Curitiba. Nem precisa ser bom em matemática para ver que R$ 300 mil tomaram doril...

    Comentário(s)
  • Como a nova rodoviária já teve, no ano passado, uma empresa vencedora da licitação e nem por isso o terminal inaugurado em junho começou a funcionar, é bom não se precipitar. Em todo caso, já dá para ir ensaiando o funk da nova rodoviária: "Tá licitado! Tá tudo licitado!"...

    Comentário(s)
  • Saiu ontem o resultado da licitação para a terceirização da nova rodoviária de Campo Mourão. Venceu a empresa Aterfi, de Foz do Iguaçu. Ela ofereceu R$ 2.001.000,00 para administrar o terminal por 20 anos. Ou seja: apenas "milão" acima do valor mínimo pedido pela prefeitura. Eta empresa munheca, sô!...

    Comentário(s)
blz.com.br