Prever - Novo
  • "No Centro-Oeste do Paraná/ Em região outrora hostil/ Um município hoje há/ Que honra e orgulha o Brasil./ Teu povo bom e hospitaleiro/ Tuas riquezas sem igual/ Simbolizam o celeiro/ Da grandeza nacional./ Campo Mourão/ Modelo do Paraná/ Lindo Torrão/ Mais lindo de quantos há./ Campo Mourão/ De teu povo varonil/ Belas vozes ecoarão/ Hinos de glória ao Brasil". Não, hoje, aniversário do município, não tem pegadinha. Fica aqui a letra do professor Egydio Martello do Hino de Campo Mourão e esta vista bonita como homenagem pelos 54 anos da cidade. Só não vá pensar que "torrão" é a torre da Telepar nem confundir "ecoarão" com o alcorão dos muçulmanos...

    Comentário(s)
  • Unicampo - vestibular novo

  • ...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Pegou fogo a sessão de ontem à noite da Câmara de Campo Mourão. Tudo por causa da votação do pedido do vereador Isidoro Moraes (PSL) de um processo contra o prefeito Tauillo Tezelli (PPS). Isidoro queria punição ao prefeito por ele não ter respondido dentro do prazo legal um requerimento. Mas não teve jeito. O recurso foi rejeitado por 8 a 6. Por isso que é bom prefeito ter maioria na Câmara. Nem a Lei Orgânica precisa ser cumprida. Aliás, lei o quê mesmo?...

    Comentário(s)
  • Expojur 2019

  • Só para você entender: Isidoro pediu ao prefeito informações sobre o transporte escolar rural. Pela Lei Orgânica, o prefeito tinha 30 dias para dar a resposta. Não deu. Isidoro, então, pediu a abertura de processo contra Tezelli. Daí, a resposta do prefeito chegou. Só que a lei já estava descumprida. Para a maioria governista da Câmara, porém, o que vale foi a resposta ter chegado. Mas vá você pagar IPTU atrasado para ver o que é que acontece...

    Comentário(s)
  • Farol - Festa do Agricutor

  • O curioso é que enquanto Isidoro fez ontem à noite um longo discurso frisando todos os artigos, parágrafos e incisos que haviam sido descumpridos pelo Executivo, a bancada de oposição não deu um piu em defesa do prefeito. Nada. Silêncio total. Ou não tinham argumentos ou estavam com medo do Isidoro. Mas como é a maioria que manda, processo arquivado. E não se fala mais nisso, viu?...

    Comentário(s)
  • Poupar e Ganhar - Sicredi

  • Os vereadores que entenderam que o prefeito não precisa cumprir a Lei Orgânica foram (por ordem alfabética): Edson Battilani (PPS), professor Idê (PV), Izael Skowronski (PPS), Janir "Branco" Barbosa (PSB), José Turozi (PV), Luiz Carlos Kehl (PFL), Sidnei Jardim (PPS) e Walter Zamoro (PPS). Ah, vá ver eles estavam emocionados no dia da posse e não ouviram direito o prefeito jurar o cumprimento da Lei Orgânica...

    Comentário(s)
  • ACMF

  • Nessa história aí, Isidoro fez uma denúncia grave. Ele disse que pediu as informações a Tezelli por sugestão do vereador Geraldinho Sacramento (PSL) e que, na semana passada, Geraldinho o chamou dizendo que era hora de "negociar" com o prefeito. Palavras do Isidoro. Coincidentemente, Geraldinho não apareceu na sessão de ontem. Teve que viajar. Hummmm....

    Comentário(s)
  • Ahertz Terraplenagem

  • O clima também esquentou durante uma discussão sobre um recurso que pedia a retirada da vereadora Maria Verci Ribeiro (PSL) da comissão de ética que analisa supostos termos ofensivos usados pelos vereadores Celso Hruschka e Gustavo Gurgel (PDT) contra o presidente Izael Skowronski. Tudo porque Verci declarou, antes, que nunca votaria contra um companheiro. Não pode. Pelo menos enquanto não tiver a maioria da Câmara...

    Comentário(s)
  • TV Carajás

  • A própria Verci já havia anunciado que era favorável ao recurso e que gostaria de ser retirada da comissão de ética. Hruschka, que é um dos "réus" no caso, também manifestou ser a favor da substituição de Verci. Mesmo assim, os "nobres edis" gastaram preciosos minutos discutindo o assunto. Tudo para, no final, o recurso ser aprovado por unanimidade. Ah, e a impressão que fica ao público presente, não conta?...

    Comentário(s)
  • AML - Concuso

  • No terceiro recurso da noite (ufa!), os vereadores rejeitaram aquela proposta de se realizar um plebiscito municipal sobre a venda da Copel. Votação empatou em 6 a 6, o que obrigou o voto minerva do presidente Izael Skowronski. Engraçado, Izael e Sidnei Jardim, que são do PPS, foram os maiores defensores da reprovação do plebiscito. Ih, eles já aprovaram até homenagens para secretários do atual governador. O PFL que se cuide...

    Comentário(s)
  • Terra FM

  • A alegação de Izael e de Jardim é que não há verba prevista no orçamento deste ano para a realização de um plebiscito, que custaria cerca de R$ 20 mil. Isso é verdade. Agora, o orçamento de 2001 de Campo Mourão também não prevê, certamente, R$ 20 mil para a prefeitura contratar um circo para a Expocampo. E o circo está lá, contratadinho, com dinheiro público e tudo. Mas é por isso que Executivo e Legislativo se chamam "Poderes".  Eles "podem"...

    Comentário(s)
  • Marcio Nunes 2

  • Nessa história do plebiscito da Copel, é bom lembrar que 10 vereadores assinaram o requerimento pedindo a consulta popular. Dez. Ontem só apareceram seis votos. Dois dos quatro votos sumidos são de Geraldinho Sacramento e Gustavo Gurgel, que não apareceram na sessão de ontem. Os outros dois são do professor Idê e de José Turozi, que votaram contra a proposta. Ih, até o PV entrou nessa de assinar e não votar? Pelo jeito o negócio é contagioso...

    Comentário(s)
  • Hoje tem show com a dupla Bruno e Marrone na Expocampo. Ingressos custam R$ 8. Ontem, corria pela cidade o "boato" de que a dupla não havia aceitado ficar hospedada em nenhum hotel de Campo Mourão. Eles iriam durmir na praça...

    Comentário(s)
  • Falando em Expocampo, o vice-prefeito e coordenador geral da exposição, Getulinho Ferrari (PPS), disse ontem ao "Jornal da Rural" que a prefeitura deve gastar em torno de R$ 230 mil com a realização do evento e arrecadar mais ou menos R$ 200 mil. Portanto, a administração já está contando com um prejuízo de cerca de R$ 30 mil. E as más línguas dizendo que a Aprecampo havia quebrado por má administração...

    Comentário(s)
  • O prefeito Tauillo Tezelli (PPS) deixou bem claro: se depender da prefeitura, não haverá solenidade de inauguração no primeiro trecho do anel viário, concluído após oito anos de espera. A Viapar também já se pronunciou que não pretende fazer nada. Assim sendo, solenidade só se o governo do Estado quiser. De repente, pode pintar uma visitinha de um secretário ao trecho pronto de 15 km. É, uma inspeçãozinha a pé até que seria engraçado...

    Comentário(s)
  • Como hoje é aniversário de Campo Mourão, é também feriado na cidade. Certo? Certíssimo. Só esqueceram de avisar a Associação Comercial e Industrial (Acicam). A entidade empresarial marcou para hoje, às 13h45, um evento em sua sede. Isso mesmo: reunião de trabalho em pleno feriadão. E o medo do povo ir fazer umas comprinhas em Maringá, hein?...

    Comentário(s)
  • Ele me chamou de polaco burro".

    Izael Skowronski (PPS), presidente da Câmara, ontem à noite, durante sessão, lembrando que na legislatura passada se sentiu ofendido por declarações feitas pelo então vereador José Luiz Gurgel, e que seus pedidos de falta de decoro parlamentar não deram em nada.

    Comentário(s)
blz.com.br