Prever - Floriprev
  • As autoridades que fizeram parte do palanque de autoridades durante o desfile em Campo Mourão não viram o grupo de cavaleiros que encerrou o desfile. É que  o pessoal a cavalo só passou após o "Grito dos excluídos", que pediu "fora Temer" e "fora Beto Richa". Como as autoridades, incluindo o prefeito Tauillo Tezelli, deixaram o palco na hora do protesto, os cavaleiros desfilaram já com o palanque vazio.

    Comentário(s)
  • Unicampo - Pós - Nova

  • Não foi somente no "Grito dos excluídos", que fechou o desfile desta quinta-feira, que apareceram críticas à proposta de reforma da Previdência, não. Antes, o tema foi lembrado na passagem do colégio Unidade Polo. "Aposentadoria é um direito do trabalhador", destacava uma faixa levada por professores. "Reforma da Previdência: Diga não!", completava a mensagem.

    Comentário(s)
  • Curso Zootecnia

  • "Exigimos a devolução  dos R$ 20 milhões roubados das escolas". A frase apareceu em faixa com referência à Operação Quadro Negro, nesta quinta-feira, durante o desfile do Dia da Independência em Campo Mourão. Patrocinada pela APP/Sindicato e pela Frente Brasil Popular, a faixa fez parte do "Grito dos excluídos", que encerrou o desfile, mesmo sem a inscrição oficial.


    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Muita gente nem percebeu, mas a Banda Municipal não participou do desfile de Sete de Setembro em Campo Mourão.

    No lugar dela apareceu a "Big Band", que até tem alguns membros da Municipal, mas não é ela.

    A explicação da ausência da Banda Municipal, que quebrou uma tradição histórica, foi fruto da falta de recursos da prefeitura.

    Os repasses à BM foram cortados e os integrantes pararam de animar os eventos oficiais.

    A "Big Band" fez parte do desfile sem cobrar cachê.


    Comentário(s)
  • Farol - Dengue

  • O desfile de Sete de Setembro em Campo Mourão terminou com gritos de "Fora Beto Richa" e "Fora Temer".

    Foi uma manifestação promovida por sindicatos de trabalhadores e movimentos sociais.

    O grupo levou faixas e cartazes com críticas à reforma da Previdência e pedindo a revogação da reforma trabalhista.

    "Fora vendilhões da Pátria", dizia o cartaz de um manifestante.

    Também não faltaram faixas lembrando o "massacre de 29 de abril".


    Comentário(s)
  • Ahertz Terraplenagem

  • O protesto de sindicatos e movimentos sociais não fez parte da programação oficial do desfile. Eles não se inscreveram para tal. O grupo, no entanto, desfilou junto aos últimos inscritos, ou seja, para o público presente fez parte do defile. Todo mundo viu.

    Só as autoridades do palanque principal é que "fingiram" não ver. Saíram rapidinho do palco assim que se aproximaram os gritos de "fora Temer" e "fora Beto Richa". Estavam presentes, entre outros, o prefeito Tauillo Tezelli, o vice-prefeito Beto Voidelo, e vereadores.


    Comentário(s)
  • Sicredi - Poupança Premiada

  • O vendedor de pipoca que foi a desfile de Sete de Setembro, em Campo Mourão, não saiu de casa sem antes dar uma decorada no carrinho. Conseguiu imagem do "Grito do Ipiranga" e tudo. Só se atrapalhou com as datas. Sete de Setembro é dia da Independência, nãoda Proclamação da República (15 de novembro). Tem uns errinhos de português também, mas digamos que valeu a intenção...


    Comentário(s)
  • Márcio Nunes

  • Não faltaram protestos durante o desfile de Sete de Setembro em Campo Mourão.

    Entre as escolas, ninguém protestou mais que o colégio Unidade Polo.

    Os professores, por exemplo, usaram roupas pretas.

    "Temos história. Temos memória. Chega de violência", dizia a faixa.

    "Na luta a gente conquistas direitos. É na luta que iremos mantê-los", destacava outra frase usada no desfile.


    Comentário(s)
  • Terra FM

  • Alunos do Unidade Polo, por usa vez, apareceram na avenida amordaçados. "A escola é um espaço de livro pensamento. Não à Lei da Mordaça!", destava uma das faixas usadas pelos estudantes. Foi um protesto contra o projeto que o governo chama de "escola sem partido". "Querem calar os educadores para que não façam os alunos enxergarem  o que está por trás dos discursos políticos", destacava outra faixa.


    Comentário(s)
  • BBQ Food Truck

  • Pra que deixar para o dia 7 se dá para fazer no dia 6? Em Rancho Alegre do Oeste o desfile pela Dia da Independência foi realizado nesta quarta-feira, véspera do feriado nacional. O palanque das autoridades foi montado em frente à prefeitura. A prefeita Suely Pereira recebeu, entre outros, o prefeito de Goioerê, Pedro Coelho.

    Desfile noturno - Em Juranda já é tradição que o desfile de 7 de setembro seja realizado na noite do dia 6. Este ano não foi diferente.


    Comentário(s)
  • O diretório do PT divulgou nota oficial para criticar o aumento das diárias aprovado pela Câmara de Vereadores.

    "Neste momento de crise, onde o discurso é de austeridade, não podemos permitir que se instale a farra das diárias", frisa o texto.

    Portaria desta quarta-feira elevou os valores de R$ 300 para R$ 560. 

    "Conclamamos a Sociedade a lutar contra esse ato abusivo praticado contra a população", conclui a nota.

    A Câmara justifica que as diárias não eram reajustadas havia 11 anos.


    Comentário(s)
  • Barbosa Ferraz abre nesta quinta-feira a festa em comemoração aos 57 anos de emancipação do município.

    A abertura terá show com a dupla Carreir & Capataz, de graça.

    A programação segue até domingo no Centro de Eventos.

    No domingo também acontece a Festa do Porco Garantido.

    O convite para o prato típico custa R$ 35 e pode ser comprado no site www.aloingressos.com.br.

    Barbosa Ferraz é, por lei, a "capital do crochê" e, por isso mesmo, promove nesses dias a Expocrochê.


    Comentário(s)
blz.com.br